12 de jun de 2017

O mapa numerológico de Aleister Crowley

Todo estudante de ocultismo conhece Aleister Crowley, independente da simpatia ou antipatia que por ele possa nutrir. Como sua vida foi muito bem documentada (eu mesmo escrevi uma biografia sobre o mago inglês, “Aleister Crowley — A biografia de um mago”, Ed. Madras, atualmente fora de catálogo), é interessante comparar os fatos conhecidos e seu mapa numerológico, comprovando a eficácia da numerologia e demonstrando como funciona o mapa numerológico natal.



ALEISTER CROWLEY
(Mago, escritor, alpinista)
Nome completo: EDWARD ALEXANDER CROWLEY
Nascido em 12.10.1875 - Morto em 01.12.1947

Interior 46/10/1 Desafio 2

A primeira posição a ser analisada no mapa é o retrato da personalidade íntima do indivíduo. O interessante de começar por aqui o estudo de um mapa é que assim podemos ir direto ao ponto. Partindo daqui, as outras informações do mapa ficam mais fáceis de entender.    
Em termos de relações íntimas, os números indicam tratar-se de uma pessoa bastante dominadora, embora melancólica. Por causa dessa combinação, exercia seu domínio na esfera íntima antes por persuasão do que de modo abertamente autoritário. Paternalista, e muitas vezes rispidamente.  Seu nome revela gosto por jogos de poder, e uma tendência a correr riscos como forma de se afirmar — Crowley era exímio alpinista, apesar de fisicamente não corresponder ao que se poderia chamar de “atlético”, sem contar que sua vida boêmia dificilmente atenderia aos requisitos impostos a quem se propõe a escalar as maiores montanhas do mundo.
O número 1 está tão cercado de arquétipos passivos que sugere o tipo de pessoa que, sem perceber, ataca para se proteger, demonstra força por fragilidade.   



Exterior 59/14/5 Desafio 1

A segunda posição a ser analisada no mapa é aquela que reflete a persona pública de cada personalidade. Crowley não poderia ter outro número para expressar sua imagem social que não 14, símbolo de contradições radicais. Sugere alguém com “má” reputação, visto como estranho por causa de sua personalidade contraditória, combinando traços respeitáveis e excêntricos. O número 14 é o aspecto “desequilibrado” de 5, isto é, aquele que encontra seu equilíbrio através do desequilíbrio — um extremista que precisa radicalizar antes de chegar ao caminho do meio. Também o desafio enfatiza a dificuldade de ser respeitado pela sociedade (representada pelo 1, símbolo de autoridade e masculinidade que vigora na nossa sociedade planetária). Crowley sempre buscou notoriedade através de Magick e das artes, mas acabou ficando famoso como “o pior homem do mundo”, “o anticristo”, um bufão. Apenas muito recentemente o nome de Crowley tem começado a causar o respeito devido para quem deixou a obra que ele deixou — independentemente de seus erros e loucuras. O éon já mudou, não estamos mais na era do Deus Morto e sim na era da Criança Coroada, mas vou citar um raciocínio do Éon anterior apenas pela força da imagem: atire a primeira pedra quem nunca errou, quem nunca cometeu uma loucura. Eu, particularmente, acho que quem nunca cometeu uma loucura deve se internar agora mesmo em uma clínica psiquiátrica, pois só os loucos jamais enlouquecem.
Mas chega de divagar. O número 5 representa também magnetismo sexual, rebeldia, iconoclastia, instabilidade, hedonismo. Quem há de negar essas qualidades na imagem pública de Aleister Crowley?

Síntese 105/6 Desafio 3

Crowley era de Libra, signo cujo arquétipo corresponde ao  do número 6. Eis aqui o gosto por prazeres refinados, seu aspecto dândi, bem como seus aspectos emocionais e passionais. O desafio enfatiza a tendência a ser mal interpretado, a dificuldade de comunicar suas idéias. A extrema necessidade de se expressar talvez explique porque Crowley era tão prolixo. Mas a questão quanto a ser incompreendido é que Crowley divulgou o conceito de Magick como sendo todo e qualquer ritual cujo objetivo é entrar em contato com Adonai, o Sagrado Anjo Guardião. Em “Magick In Theory And Practice” ele deixava claro considerar magia negra qualquer tipo de prática cujo objetivo não fosse o encontro com o anjo[1]. Mesmo assim, ele era (e ainda é) considerado um mago negro. Mas não vamos negar que ele mesmo estimulava essa fama por conta de um senso de humor mórbido.
O número 6 também indica seu lado criativo: Crowley era um grande poeta e escritor, e também um pintor interessante, cujo estilo situava-se ente o delirante e o naif.  



Caminho do destino 1897/25/7

Este é o caminho do mago, aquele que se isola em seu próprio mundo para compreender o mundo externo. 25 representa a combinação do sagrado com o profano em apenas um — a aniquilação do maniqueísmo. O trabalho de Crowley talvez fosse essencialmente unir Deus e Demônio em um só, sem dicotomias ou divisões.
Quem tem 7 como marca do destino só encontra seu real propósito no mundo através da literatura, estudo, erudição, religião, metafísica e coisas do tipo, campos nos quais Crowley era expert. É o caminho do “solitário acompanhado”, aquela pessoa que traz em si uma solidão ainda que não viva isolada, ainda que seja amada, ainda que se case ou viva em companhia de outras pessoas.

Livre-arbítrio 28/10/1 Desafio 1
Eis a marca do líder, bem como do ditador e do narcisista. De qualquer maneira, 28 “justifica” o aparente autoritarismo de 1 ao incrementá-lo com uma aura ao mesmo tempo afetiva e perfeccionista. 28 é um número matematicamente perfeito, ou seja, igual à soma de seus divisores próprios. O perfeccionismo é inevitável, e pode ser observado no modo obsessivo com que Crowley conduzia os trabalhos que se propunha a fazer. O aspecto afetivo e até certo ponto moldável aparecem nos números 2 e 8, que geram um número 1 menos anguloso e mais adaptável. O melhor e o pior do arquétipo masculino universal sem enfrentam e se alternam nesta personalidade (até por se encontrar o 1 também na posição do Desafio), mas 28 tempera a tendência com boas intenções e motivações.

Dharma 2002/4 Karma 2060/8

O Dharma é a missão a ser realizada na Terra, e o número 4 denota a função de trabalhar pesado para/por algo, a missão de aprender a trabalhar sob pressão e restrição. Ele na verdade dedicou sua vida inteira a uma tarefa bem difícil, afinal, lutar por liberdade de expressão — considerando-se tudo que isto  implica — pode ser mais fácil hoje em dia para um pop star, mas não para alguém conhecido como bruxo na Inglaterra do fim do século 19 e começo do século 20.
Quanto ao Karma, podemos dizer que é comum encontrar 8 como Karma de pessoas que conseguem ganhar bastante dinheiro — Crowley nunca trabalho no sentido formal, sempre viveu de herança, gastando-a até o fim bem antes de seu próprio fim. Isso gerou muitas situações relacionadas a justiça e dinheiro, que incluem Crowley tentar levantar dinheiro através de processos judiciais e viver sustentado por discípulos e amigos. Sendo o mapa numerológico um reflexo dinâmico, será sempre individual e intransferível a maneira como cada pessoa exerce e resolve (ou não resolve) os enigmas propostos pelos números-arquétipos do mapa numerológico.

 Essência 4  Equilíbrio 9

A essência 4 confirma a rigidez de Crowley e seu pendor à disciplina (até certo ponto, vale ressaltar), características que facilitaram os bons resultados que ele obteve em práticas difíceis como Asana e Pranayama. Também ressalta certo moralismo de sua parte. Crowley lutou contra isso: aparentemente ele sabia que sua educação lhe dera senso de organização, mas também lhe incutiram uma repressão contra a qual ele reagiu cegamente por toda a vida, definindo-o em última instância.
Seu equilíbrio se dá pelo desassossego, existe uma necessidade de estar sempre ativo e  procurando por algo diferente, original, dramático. Suas atividades pelo chamado “mundo astral” e como caçador e alpinista refletem sua necessidade de se reequilibrar através de alguma forma de emoção extrema.

Dinamismo 40/4 Sensibilidade 5

Esta combinação sugere que, em momentos decisivos (Dinamismo), Crowley orientava-se mais pelo pensamento racional (4) do que por emoções ou intuição. Mesmo assim, 5 indica adaptabilidade a mudanças rápidas. Seus atos refletem essa aparente incoerência, mas “incoerência” é um termo que deve ser aplicado com especial atenção em se tratando de Crowley. Existe algo além da mera discrepância; existe a intenção de transitar por todos as regiões, abarcar todas as possibilidades, aceitar todas elas.  

Fundamento 5 Solução 4

A aparente contradição continua se repetindo aqui. A maneira pela qual Crowley dava a partida em seus projetos era totalmente mutável e imprevisível, mas ainda assim ele costumava completá-los. O número 5 representa os diversos interesses em que fundamentava sua personalidade, sendo o número 4 a representação do talento para concretizá-los — seus vários livros sobre diferentes assuntos e sob vários estilos, o estudo de línguas antigas, o vasto conhecimento literário, suas pinturas e suas aventuras com esportes perigosos não deixam dúvida quanto à sua capacidade de realização.  

O gráfico do nome

um: 3  / duas: -  / três: 3
quatro: 3 / cinco: 7  / seis: 2
sete: 1 / oito:- / nove: 3

A ausência de número 2 sugere dificuldade de adaptação a relações próximas e monogâmicas, o que se confirma através da extensa lista de amores (e parceiros e parceiras de Magick) do mago inglês. O ego forte diz presente, já que há três números 1, mas nenhum número 2. 
A outra ausência no gráfico é o número 8, indicando uma lida problemática com dinheiro. Com efeito, Crowley herdou algum dinheiro e torrou tudo em viagens, bebidas, roupas, restaurantes, publicações de livros em edições luxuosas etc. No fim da vida estava pobre, mas não miserável, nem faminto, muito menos consumido pelas drogas, como desinformam algumas más biografias do ícone inglês. 
O número 5 aparece com mais força no gráfico, refletindo sua libido intensa e como seu gosto por esportes e viagens, ou seja, movimento.

Ego: 6 - Parceria: 12 - Generosidade: 4

Apesar do ego inflado, Crowley foi capaz de manter várias parcerias ao longo da vida. O mago nunca foi famoso por sua generosidade — ele considerava ofensivo facilitar as coisas para uma pessoa, já que todos são Deus e têm talento natural para solucionar problemas.

Criatividade: 8 - Impulsividade:  7 - Decisão:7

Personalidade criativa, caráter forte e força de vontade, refletindo o obstinado que ele era. 

Inconsciente: 7 Subconsciente: 22

Os dois números explicam como ele estava impregnado pelo objetivo de escalar a montanha da alma. Uma certa frieza no trato com as pessoas próximas fazia parte da camada que embalava seu inconsciente. Uma ambição maior do que ele mesmo e uma necessidade de consertar o mundo dominavam seu subconsciente.

Cartas de Tarô: Os Amantes & 10 de Paus

O sexto arcano reflete dois caminhos: Eva e Lilith, o “certo” e o “errado”. Ambos levarão ao mesmo resultado. Esta carta é também um símbolo de prazer e de paixão. É uma alegoria de romantismo. Por sua vez, 10 de Paus é um símbolo de bloqueio espiritual — o qual era sem dúvida o maior desafio de sua vida, para estabelecer conceitos espirituais.   

Hereditariedade: 38/11

Seu nome de família carrega toda a carga mágica do 11, o número de Magick. É claro que este número explica também o fanatismo de seus pais — 11 é sempre um radical, e a diferença entre um radical e um fanático é a maneira de coordenar o excesso de ênfase. 

Primeiro desafio: 2 / Segundo desafio 2: 20/2
Desafio maior: 18/9

Os números 2 e 18, lunares que são, assinalam sua dificuldade com as mulheres. A relação com a mãe sempre foi das piores, e quando adulto sua relação com elas era ambígua, simultaneamente elevando-as e testando seus limites — o que, aliás, era seu padrão de conduta em praticamente todos os relacionamentos.

Períodos da Vida:

I. Destino 25/7 Ciclo 10/1 Pináculo 22
(de O a 29 anos de idade)

O arquétipo de 22 indica um meio ambiente rigoroso, onde muito é exigido, especialmente nos primeiros anos. Apenas mentes fortes suportam tanta pressão, e cicatrizes haverá. Dentro de casa, o ambiente era ríspido, ainda que o número 10 indique algum sentimento positivo pelo pai, cuja morte na pré-adolescência de Edward Alexander o deixou nas mãos de um tio puritano que ele odiava, seu tutor legal.
O ambiente não era nada agradável, mas o número 25 simboliza resistência mental e o número 1, independência. Quando ele largou a família para estudar em Cambridge, por volta dos 20 anos, encontrou-se finalmente livre para vivenciar o arquétipo de 22 da melhor maneira, ou seja, concretizando suas altas ambições. Ele ainda estava vivendo este período quando escreveu Líber AL, seu mais importante trabalho.

II. Destino 25/7  Ciclo  12/3  Pináculo 1887/24/6
(de 29 a 38 anos)

O período parece um tanto confuso. Após receber a anunciação da Nova Era através de uma espécie de canalização, Crowley negou tudo. Ele inicialmente rejeitou Líber AL de maneira enfática. De qualquer forma, ainda durante este período ele aceitou e começou a promover o conceito de Thelema e do Novo Éon. Foi um grande sacrifício, não só de dinheiro, mas também de sua vida pessoal, já que era considerado o pior homem do mundo. A perseguição promovida pela impressa era intensa. O número do pináculo pode ser interpretado como indicação de suas relações problemáticas com mulheres e homens, mas também com a perda de suas duas filhas, Poupée e Lilith Jezebel Nuith. Foi um período de grande sofrimento, como Crowley mesmo descreveu em seus diários.

III. Destino 25/7 Ciclo 12/3 Pináculo 1909/19/1
(de 38 a 47 anos de idade)

Período conturbado, não tão difícil quanto o anterior, mas ainda mais controverso. O arquétipo de 19 sugere confronto com líderes e pessoas poderosas. Isto se conecta com a expulsão de Crowley da Itália por Mussolini, após Raul Loveday ter falecido supostamente durante um ritual na Abadia de Thelema, na Sicília — na verdade, Loveday bebeu água contaminada de um córrego, apesar das advertências em contrário de Crowley. Este é apenas um exemplo, já que por toda sua biografia encontraremos confrontos contra poderes estabelecidos — mas neste período a coisa tomou proporções maiores e contribuiu para gerar os mitos agora agregados aos seu nome.

IV. Destino 25/7 Ciclo 12/3 Pináculo 1885/22
(de 47 a 57 anos de idade)

Dificuldades externas, especialmente no plano espiritual, são sugeridas por 22. Ainda assim, a conjunção de 22 e 25 indica conquistas e batalhas vencidas. Por outro lado, o sacrifício da vida pessoal foi uma longa realidade em sua vida adulta. De certa forma, ele não era mais dono da própria vida após decidir dedicá-la a ser/se tornar o Anticristo e libertar as pessoas da ignorância religiosa. Crowley passou por alguns problemas materiais e sociais, mas seguiu trabalhando mesmo assim para completar o que considerava sua missão. O número 22 também pode indicar seus problemas com drogas, já que o simbolismo do número evoca muros a escalar, noites negras da alma a atravessar, crises a superar — mas que sempre resultam em alguém melhor, mais completo, mais resistente.

V. Destino 25/7 Ciclo 21/3 Pináculo 1885/22
(de 57 anos  em diante)

A única diferença entre este período e o anterior é a diferença da origem de 3, de 12 para 21. Isto sugere que diminuiu um pouco a pressão sobre ele, ou que ele se tornou mais resistente. Fácil a vida de Aleister Crowley nunca foi, mas nada indica que ele quisesse seguir pelo caminho mais fácil.




O trânsito das letras

datas     *      idade       *    trânsito das letras   *      essência    *    ano pessoal
12.10.1875                    00           E   *   A   *   C                  09                    25/7
12.10.1876                    01           E   *   L   *   C                  11                    26/8
12.10.1877                    02           E   *   L   *   C                  11                    27/9
12.10.1878                    03           E   *   L   *   R                  17/8                 10/1
12.10.1879                    04           E   *   E   *   R                  19/1                 11
12.10.1880                    05           D   *   E   *   R                  18/9                 12/3
12.10.1881                    06           D   *   E   *   R                  18/9                 13/4
12.10.1882                    07           D   *   E   *   R                  18/9                 14/5
12.10.1883                    08           D   *   E   *   R                  18/9                 15/6
12.10.1884                    09           W   *  X    *  R                  20/2                 16/7
12.10.1885                    10           W  *  X    *  R                   20/2                 17/8
12.10.1886                    11           W  *  X    *  R                   20/2                 18/9
12.10.1887                    12           W  *  X   *   O                   17/8                 19/1
12.10.1888                    13           W  *  X   *   O                   17/8                 11
12.10.1889                    14           A   *  X   *   O                   13/4                 12/3
12.10.1890                    15           R  *   A   *   O                   16/7                 13/4
12.10.1891                    16           R  *   N   *   O                   20/2                 14/5
12.10.1892                    17           R  *   N   *   O                   20/2                 15/6
12.10.1893                    18           R  *   N   *   W                  19/1                 16/7
12.10.1894                    19           R  *   N   *   W                  19/1                 17/8
12.10.1895                    20           R  *   N   *   W                  19/1                 18/9
12.10.1896                    21           R  *   D   *   W                  18/9                 19/1
12.10.1897                    22           R  *   D   *   W                  18/9                 20/2
12.10.1898                    23           R  *   D   *   L                   16/7                 12/3
12.10.1899                    24           D  *   D   *   L                   11                    13/4
12.10.1900                    25           D  *   E   *   L                   12/3                 14/5
12.10.1901                    26           D  *   E   *   E                   14/5                 15/6
12.10.1902                    27           D  *   E   *   E                   14/5                 16/7
12.10.1903                    28           E   *   E   *   E                  15/6                 17/8
12.10.1904                    29           E   *   E   *   E                  15/6                 18/9
12.10.1905                    30           E   *   R   *   E                  19/1                 19/1          
12.10.1906                    31           E   *   R   *   Y                  21/3                 20/2
12.10.1907                    32           E   *   R   *   Y                  21/3                 21/3
12.10.1908                    33           D   *   R   *   Y                  20/2                 13/4
12.10.1909                    34           D   *   R   *   Y                  20/2                 14/5
12.10.1910                    35           D   *   R   *   Y                  20/2                 15/6
12.10.1911                    36           D   *   R   *   Y                  20/2                 16/7
12.10.1912                    37           W   *   R   *   Y                 21/3                 17/8
12.10.1913                    38           W   *   R   *   C                 17/8                 18/9
12.10.1914                    39           W   *   A   *   C                 09                    19/1
12.10.1915                    40           W   *   L   *   C                 11                   20/2
12.10.1916                    41           W   *   L   *   R                 17/8                21/3
12.10.1917                    42           A    *   L   *   R                 13/4                22
12.10.1918                    43           R    *   E   *   R                 23/5               14/5
12.10.1919                    44           R    *   E   *   R                 23/5               15/6
12.10.1920                    45           R    *   E   *   R                 23/5               16/7
12.10.1921                    46           R    *   E   *   R                 23/5               17/8
12.10.1922                    47           R    *   E   *   R                 23/5               18/9
12.10.1923                    48           R    *   X   *   R                 24/6                19/1
12.10.1924                    49           R    *   X   *   R                 24/6                20/2
12.10.1925                    50           R    *   X   *   O                 21/3                21/3
12.10.1926                    51           R    *   X   *   O                 21/3                22
12.10.1927                    52           D    *   X   *   O                 16/7                 23/5
12.10.1928                    53           D    *   X   *   O                 16/7                 24/6
12.10.1929                    54           D    *   A   *   O                 11                    16/7
12.10.1930                    55           D    *   N   *   O                 15/6                 17/8
12.10.1931                    56           E    *   N   *   W                15/6                 18/9
12.10.1932                    57           E    *   N   *   W                15/6                 19/1
12.10.1933                    58           E    *   N   *   W                15/6                 20/2
12.10.1934                    59           E    *   N   *   W                15/6                 21/3
12.10.1935                    60           E    *   D   *   W                15/6                 22
12.10.1936                    61           D    *   D   *   L                 11                    23/5
12.10.1937                    62           D    *   D   *   L                 11                    24/6
12.10.1938                    63           D    *   D   *   L                 11                    16/7
12.10.1939                    64           D    *   E   *   E                 13/4                 17/8
12.10.1940                    65           W   *   E    *  E                 15/6                 18/9
12.10.1941                    66           W   *   E    *  E                 15/6                 19/1
12.10.1942                    67           W   *   E    *  E                 15/6                 20/2
12.10.1943                    68           W   *   E    *  E                 15/6                 21/3
12.10.1944                    69           W   *   R    *  Y                 21/3                 22
12.10.1945                    70           A    *   R    *  Y                 17/8                 23/5
12.10.1946                    71           R    *   R    *  Y                 25/7                 24/6
12.10.1947                    72           R    *   R    *  Y                 25/7                 25/7
                                                                                                            

     Vamos agora conferir alguns fatos notáveis que se correlacionam com as indicações no trânsito:

·  Conjunção EE aos 4 anos de idade, sugerindo noções equivocadas de moral e sexualidade transmitidas por uma pessoa magnificente e dominadora representada por 19/1, arquétipo normalmente relacionado ao pai ou alguma autoridade, mas que também pode indicar uma mulher áspera, como sua mãe parece ter sido;
·     A letra X na posição da emoção for volta de 1886 sugere angústia ou sofrimento em questões de família. Seu pai morreu neste período, e desde então um tio (repare no número 19/1) criou o jovem Edward. Crowley referia-se a este tempo como “a infância no inferno”;
·    Em 1898, quando havia uma conjunção de 16/7 e 12/3, ele foi iniciado à mística e influente ordem da Golden Dawn. Repare que 16 carrega algo destrutivo por dentro — frequentemente uma destruição natural, como a demolição de uma casa velha para fazer a terraplanagem e então a construção de uma nova. A letra L no plano espiritual enfatiza a renovação deste período (todos sabem que a Golden Dawn foi a grande base para que Crowley construísse seu sistema de Iniciação);
·     Lá pelo fim de 1899, alguns grupos da Golden Dawn rejeitaram firmemente a inédita e veloz ascensão de Crowley pelos graus da ordem. A maior acusação era insanidade: a maioria dos membros o considerava um mero lunático mais inteligente do que a média. E assim conseguiram bloquear a passagem do jovem Crowley para o grau de Adeptus Minor (repare a conjunção de DD e 13/4, significando impedimento, obstáculo, frustração, repressão). Não obstante, McGregor Mathers — o líder da ordem — usou sua autoridade para iniciar Crowley no referido grau, o que provocou um racha na ordem;
·     Durante as conjunções EE mais 15/6 e 17/8, Crowley recebeu “Liber AL” no Cairo. Ele dizia ter recebido a mensagem (que é o próprio Liber) por meio de canalização. A mensagem teria sido verbalizada por Aiwass — o mensageiro de Hórus, e considerado por Crowley seu próprio Anjo Guardião —, que revelou a mensagem de Nuit (representada no Tarô pelo número 17), sendo Hórus (ou Ra-Hoor-Khuit, seu aspecto solar) — uma deidade vingativa e apaixonada. As letras EE são a indicação de grandes chances bem como de alto nível de sexualidade e experimentação;
·     Aos 32 anos, durante a conjunção de 21/3, começou sua própria ordem após largar a Golden Dawn. Esta ordem, A.’.A.’., Argenteum Astrum, é baseada na Revelação de Thelema para o Novo Éon (como tudo que Crowley produziu daí por diante);
·    Em 1909, durante o trânsito de 14/5 (que reflete um exercício radical de liberdade) ele simplesmente publicou todos os segredos da Golden Dawn, destruindo magicamente a ordem. Neste ano divorciou-se de Rose Kelly;
·     Em 1912, durante o trânsito de 21/3, 16/7 e 17/8, Crowley publicou The Book of Lies (O Livro das Mentiras), uma obra-prima na qual ele, de modo supostamente não-intencional, revela segredos dos Nono Grau da Ordo Templi Orientis (O.T.O.). O resultado foi sua indicação para O.H.O., Cabeça Externa da Ordem (Outer Head of the Order), ou seja, o líder da ordem para os países de língua inglesa,e mais tarde (1925) para o mundo. Na verdade este é um episódio bem mal explicado que merece uma pesquisa à parte;   
·    No quadragésimo aniversário, durante o trânsito de 11 e 20/2 (os números de Nuit e do novo Éon, respectivamente), alcança o Grau de Mago da Argenteum Astrum;
·   Em abril de 1920, durante a conjunção de 23/5 e 15/6 (conjunção contraditória e explosiva), estabeleceu a Abadia de Thelema em Cefalu. Em 1923 (conjunção de  24/6 e de 19/1), Mussolini expulsou-o da Itália;
·    Em 1925, outro 21/3 em conjunção (geralmente uma conjunção benéfica)  marca um grande passo para o Mago: Crowley tomou para si a função de O.H.O. para o mundo após a morte de Theodor Reuss;
·  Durante o trânsito de D na coluna material, entre seus 52 e 56 anos de idade, especificamente durante seu ano pessoal 16/7, foi extraditado da França, acusado de colaboração com os nazistas;
·    Entre os 43 e 50 anos de idade, a conjunção RR sugere tensão, instabilidade e talvez acidentes. Entre 1936 e 1939, a conjunção DD indica restrições monetárias.
·   Entre 64 e 68 anos de idade, a conjunção EE indica intensa atividade, mas também insegurança e ansiedade;
·   Durante a conjunção de 25/7 (seu Caminho do Destino, a marca do Mago, ligado a Abrasax) morre este influente e peculiar ícone do ocultismo, prosaicamente, em um retiro no interior, vítima de bronquite e complicações cardíacas.

Copyright 2002/2017 Johann Heyss

Previamente publicado em "O livro dos números", Ed. Nova Era, atualmente fora de catálogo.








[1] Aleister Crowley, Magick in Theory and Practice (New Jersey: Castle Books, 1991) pp 190