26 de nov de 2011

A unidade das dicotomias








Nunca consegui (nunca quis) me encaixar em nenhum grupo ou gueto. Acredito na dúvida como crença básica, mas me policio sempre para não acreditar demais na dúvida e deixar um espaço duvidoso para a certeza. Sou à esquerda da direita e à direita da esquerda. Yang demais para os yin; yin demais para os yang. Há quem diga que isto é o mesmo que estar em lugar nenhum, mas quem disse que eu quero estar em algum lugar? Estar em lugar nenhum é como estar em todos os lugares ao mesmo tempo, assim como o gelo queima de frio e o calor extremo provoca arrepio. Estar em um só lugar e ser uma coisa só é negar todo o resto. Então, quando eu digo não, é porque estou dizendo sim. Luz demais atrai moscas e mosquitos, já o manto da escuridão atrai luz intensa e densa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário