15 de nov de 2013

O número da sua casa ou apartamento

O lugar em que moramos tem certa influência em nossas vidas e no nosso comportamento. Por sua vez, o número do edifício ou casa em que moramos e se for edifício, em combinação com o número do apartamento – traduz o ambiente da residência, o tipo de pessoas que atrai por sintonia e como as coisas tendem a se desenrolar debaixo deste teto. Vejamos o significado de cada número, lembrando que, se você mora numa casa de número 18, deve consultar o número 9 (1 + 8 = 9). Se mora em um edifício de número 50, apartamento 201, interpretará o número 5 como sendo a vibração do edifício como um todo (incluindo aí a relação dos vizinhos entre si) e o número 3 como sendo a vibração particular do apartamento, observando também a combinação entre os números, se compatíveis ou incompatíveis.
  
Residência 1 – Lugar onde uma liderança impera claramente. Bom para moradia de solteiros, de indivíduos que dividem apartamento/casa, ou mesmo de famílias bem estruturadas. Não é aconchegante para casais e nem particularmente divertido para crianças, mas pode ser funcional para famílias. Tende a ser um lugar quente, ou com pouca umidade.

Residência 2 – Por sua vez, este é o local perfeito para casais, enquanto que solteiros tendem a sofrer de certa solidão ao viver neste imóvel. Se for localizado perto do mar ou de um rio, tanto melhor (contanto que o imóvel não se encontre sobre qualquer correnteza ou lago subterrâneo). Pode haver problemas com a água, caso ela não estiver presente em forma de piscina, ou mesmo fotos de lagos e mares estas presenças reais ou simbólicas de água equilibram o ambiente e o harmonizam com o número 2.

Residência 3 – Lugar propício a ser visitado por pessoas amigas e alegres, favorece a criatividade, harmoniza—se com crianças e jovens. Costuma ser um imóvel arejado, e para quem busca tranqüilidade não é o ideal. Mas se o objetivo é uma casa alegre, convidativa, que atraia as pessoas, o número é favorável. Por outro lado, pessoas de temperamento mais meditativo ou que precisem de sossego e recolhimento para estudar ou trabalhar (a não ser que seja um assunto relacionado a artes)  devem procurar outro imóvel.

Residência 4 – Lugar indicado ao trabalho, bom para pessoas laboriosas, tradicionalistas, estáveis. Tendência a poucas mudanças, imóvel próprio ou alugado por longo tempo. O ambiente transmite segurança e solidez para algumas pessoas, ao passo que para outras pode ser sufocante e tedioso. Falta um pouco de senso estético ao local, mas o estilo rústico acaba lhe caindo bem, pois funcionalidade e praticidade são os fatores principais.

Residência 5 – Esta residência atrai grande variedade de pessoas, e quem nela mora sente um fluxo de visitas e um vai-e-vem muito grande. Talvez haja adolescentes entre os moradores, o que justificaria de maneira mais aparente a tendência festeira do ambiente, onde as pessoas gostam de conversar, beber algo, fumar... Mas também podem ser pessoas de espírito boêmio ou mesmo instável, a despeito da idade, a habitar o imóvel.

Residência 6 – Este é o imóvel perfeito para uma residência confortável, hospitaleira, com cara e jeito de lar. É naturalmente indicado para famílias, mas na verdade qualquer morador se sente bem num lar com este número – exceto aqueles que tenham sede de solidão e isolamento: embora não atraia relacionamentos divertidos e fúteis como a residência de tipo 5, por outro lado atrai, sim, alguns amigos mais íntimos, sem contar que geralmente abriga no mínimo um casal e um gato ou cachorro, raramente um indivíduo só.  

Residência 7 – Este imóvel tende a levar o proprietário ou inquilino a viver de maneira mais silenciosa, com mais concentração, talvez até mais solitariamente. É uma residência que traz muita inspiração e sabedoria, mas também ajuda a pessoa a desenvolver um senso crítico. Excelente para estudiosos, literatos, artistas ou religiosos. Costuma ser um lugar ventilado, mas se não for, é fundamental que sejam criadas condições para que o vento passe pela casa, do contrário a tendência a melancolia se acentuará. Pessoas com tendência a depressão devem evitar imóveis com este número.

Residência 8 – Esta é uma residência que acentua a boa ou má sorte de seus moradores. Sendo o 8 um agente do retorno da lei de causa e efeito, o imóvel marcado por este número oferece um efeito bumerangue energético que pode ser muito positivo para uns e verdadeiramente trágico para outros. São imóveis que tendem a “prender” o morador por muito tempo, ou seja, são poucas as mudanças ou temporadas curtas. Indicado a pessoas que trabalham bastante, que sejam ambiciosas e queiram morar por algum tempo no local, predispondo-se inclusive a fazer obras de melhoria.    

Residência 9 – Este imóvel confere grande mobilidade e mesmo afobação para o ambiente. Não é um local introspectivo, já que atrai grande fluxo de visitas ou pode ser que haja trabalho em casa. Como o movimento de pessoas é grande, não é um local tranquilo nem relaxante, sendo antes uma casa que acorda cedo e dorme tarde. Deve—se ter cuidado com a posição e o manejo do fogão e quaisquer instrumentos ou máquinas de fogo, pois a pressa inerente ao ambiente pode favorecer imprudências.

Residência 11 – Local que traz muita inspiração, e ajuda a ver, revelar ou perceber verdades essenciais e fundamentais que têm sido veladas ou ignoradas há muito tempo. Há grande tendência à manifestação de fenômenos ”sobrenaturais”, sobretudo se a casa ou apartamento situar—se próximo a algum rio, córrego ou riacho, ou mesmo do mar.

Residência 22 – Este ambiente favorece, para aqueles que por ventura sofram de inapetência ou acomodação, o surgimento de dificuldades que acabam se revelando verdadeiros instrumentos de crescimento e melhoramento pessoal. Para pessoas decididas a fixar residência por muitos anos, ou de preferência para a vida toda, este é o local perfeito sabendo-se que obras de ampliação e reformas do imóvel ocorrerão várias vezes.

ilustração tirada do site Dutch by Design: http://www.dutchbydesign.com/home-sweet-home-sugar-shaker


4 comentários:

  1. Querido. Isso é perfeito! Agora entendo pq ninguém consegue se concentrar muito lá em casa, porém as festas e encontros são animadíssimos e o meu Papier Mâché flui que é uma beleza! (3) ;)

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, Johann! E as casas com números cármicos (13, 14, 16 e 19)? Abs, F.A.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, os chamados números cármicos não são maus em si mesmos. Na verdade, qualquer número é fruto de um carma, seja ele bom ou mau. Você acaba de me dar uma ideia, vou escrever sobre esse conceito dos números cármicos. Abraço!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir